Espertirina Vai Falar! – Códigos Policiais

Olar meus queridos e queridas anarcos de todo esse brasel. Está começando mais um espertirina vai falar! E hoje saberemos mais sobre Códigos Policiais. Ter conhecimento sobre esse assunto não é só prática de auto-defesa, é também estratégia contra a truculência e a arbitrariedade desse aparelho de repressão que é a polícia e o exército. Sabemos que estas instituições tem um papel importante na manutenção da dominação da classe opressora e no bem-bom dos ricos, pois é sua tarefa usar do monopólio da violência do estado, uma violência legitimada para apagar qualquer chama de revolta, diciplinar qualquer atividade subversiva e assim fazer, o que o capitão do mato fazia com os escravos.
Nessa primeira parte focaremos em um código de rádio e estudaremos os códigos gestuais. Em uma segunda parte veremos um código operacional e as principais gírias.
Vamo lá. Você com certeza já deve ter ouvido um desses códigos sendo falado em algum rádio por um guardinha ou um puliça. E provavelmente ficou sem entender nada num é?
Rá, agora é sua chance de ficar um passo a frente dos gambé.
O código mais usado nas vias radiofónicas, trata-se do Código Q, ou Código Quebec. Ele foi criado em 1909 pelos britânicos e como facilitou a comunicação entre diferentes línguas foi rapidamente adotado internacionalmente pelas forças armadas. É um conjunto de três letras que sempre começam com a letra Q. Num total de 45 códigos. É utilizado como uma forma de comunicação padronizada que serve para confundir e dificultar a interpretação de pessoas mal-intencionadas, vulgo baderneiros, que estejam ouvindo o contato entre os seus usuários pelo rádio.
Veremos os mais comuns, e fique atento, porque no final perguntarei um deles pra você.
QuêAhPê. Significa, na escuta. E se ouvir isso significa que a pessoa do outro lado está na escuta.
QRA. Significa o nome ou pessoa. Geralmente refere-se ao nome do operador.
QRF. Significa refeição.
QRG. Significa freqüência ou o canal de transmissão.
QRJ. É uma pergunta como. Quantas chamadas radiotelefônicas você tem para despachar?
QRL. Significa que a pessoa está ocupada.
QRM. Significa que há alguma interferência.
QRT. Significa que a pessoa vai parar de transmitir.
QRV. Significa que a pessoa está à disposição. Ou perguntando pela disposição.
QRX. Significa um, aguarde um instante que chamarei.
QSJ. Significa algo relativo a dinheiro.
QSL. Significa entendido, Ou OK.
QSM. Significa repita.
QTH. Significa o local ou endereço.
QTU. Significa o turno e equipe de trabalho.
QTR. Significa as horas.
E TKS. Significa obrigado ou obrigada.
Pegou? Um pouco dificil né? Acredito que os puliça nem tem capacidade mental pra decorar tudo. Brincadeirinha.
Agora irei fazer a pergunta. Prepare-se. Será o que você não pode deixar de aprender.
O quê significa QSL?
Tempo………………………………………………………………………………
Não. Não significa, que seqüela louca, seu maconhista. Significa entendido. Ou OK.
Próxima lição. Já teve a oportunidade de ver um grupo tático em operação? Sorte sua, não é mesmo? Porém nessas operações, quando não há o uso do rádio, seja por deficiencia estrutural ou pela circunstância de silencio em infiltrações e tocaias, é comum o uso de gestos.
Aprenderemos alguns dos mais usados.
Primeiramente os numeros em gestos, que são relativamente fáceis. Com atenção para o numero 3, que é feito com o dedão. E a partir do 6 assume uma lógica de trás para frente de dedos segurados com o dedão. Mindinho segurado, seis. Anelar segurado, sete. E assim vai.
Outros gestos usados são comuns como o eu e o você. Como também simples, tipo, venha, ouça e veja.
Alguns são para descrever coisas vivas. Avisar de um inimigo, de um refém, de um snáiper ou de um cachorro.
Esses já são para armas e coisas não-vivas. Como uma pistola, rifle, espingarda, munição e veiculo. Como também, porta, janela e entrada.
Por fim há gestos que são comandos. Comando pra apressar, para parar, para esperar. Comandos de entendido, não entendido, agachar-se, de perigo e de uso de gás.
Pegou? Me sinto no contra straike, ou em qualquer outro jogo de tiro.
Mas, pois bem, que tal a mais um exercicio de fixação?
O que significa esse gesto?
Tempo……………………………………………………………………………………
Não. Não tenha uma mente suja. Significa espingarda pela forma de recarga dessa arma.
Enfim. Para finalizar, quero destacar que tudo isso falado aqui hoje é fruto da organização do estado. E se caso quizermos fazer frente a essa máquina de injustiça social, temos nós que nos organizar também e criarmos os nossos próprios códigos.
Até o próximo video.
Muita tesão e autogestão.

Segunda parte

Olár meus queridos e minhas queridas anarcos de todo o brasil. Esse é mais um espertirina vai falar, e hoje teremos a segunda e última parte sobre códigos policiais. Se liga que continuando nosso assunto, vamos tratar de gírias ou jargões dos puliça e conheceremos outro código muito usado, o código S.
Esse código já não é restrito para rádios e até mesmo se encontra na linguagem do dia-a-dia dessa galera. Não consegui encontrar a história por trás do código S, e realmente há pouquissíma, informação sobre ele. Então se alguém souber como ele foi criado, deixa aí um comentário pra sua amiga espert.
Já começando nosso estudo, vamos vendo alguns dos códigos mais falados e que dessa vez seguem um padrão, onde sempre começam obviamente com a letra S.
S 13 que significa ocorrência.
S 15 que significa fazer um deslocamento de unidades.
S 21 que quer dizer socorro e urgência.
S 25 que quer dizer “Fique em alerta”.
S 35 que significa Rendição.
S 37 que significa Defeito da viatura.
S 41 que quer dizer “Estou Ocupado”.
S 45 que quer dizer “Missão cumprida”.
S 53 que significa Residência.
S 55 que significa Hora.
S 57 que significa Dinheiro.
S 63 que quer dizer Estou a Caminho.
S 71 que quer dizer Qual a sua Distancia.
e
S 85 que quer dizer Fora de situação.
Calma, se for preciso voltar e ouvir de novo, não tem problema compa. Sinta-se a vontade, mas volte pois tenho uma pergunta para testá-lo.
Pronto? O quê ssignifica S 41? Tempo……
Isso mesmo! Significa que a pessoa está ocupada.
Até aqui vimos um código bem formal, usado em rádio transmissões, o código Q, vimos gestos formais, usados em operações táticas e um código que é mediano nesse sentido, pois também é usado na linguagem diária do policial.
Agora para fecharmos éssa mini-série, descobriremos gírias e jargões, que nada mais, nada menos, são códigos também, só que são usados de forma informal.
Além das gírias comuns como POSITIVO que quer dizer sim e NEGATIVO que quer dizer não, há outras gírias no vocábulário dos milíco. Pasmen, eles falam mais do que oinc oinc. Expressão natural de qualquer porco fardado.
Girias:
ACOCHADO: uma pessoa linha dura; valente ou também chamado de caxias.
ACORDA JOÃO: Furtar bêbado ou pessoa adormecida. bem ético isso parabéns.
ALMA: Pessoa que trabalha em atividade policial sem ser policial.
ALTAMENTE OPERACIONAL: Aquele que gosta de trabalhar na rua.
ANOTADO: Aquele que teve o nome ou numero anotado por haver cometido alguma indisciplina.
ARU: um Otário; besta; burro.
AVIÃO: Vendedor de droga.
BAIXAR: Hospitalizar, deixar viatura na oficina.
BALDE: gíria Homofóbica para “gay”.
BOCA DE FERRO: significa Xadrez ou prisão.
BREVE: É um distintivo; manicaca ou broche.
BRUCUTU: É o Carro de choque; carro de contrôle de tumulto e distúrbios civis.
CABEÇA DE BODE: nome dado ao Microfone.
CAMPANA: Investigação; vigilância; espera.
CASERNA: É o Quartel.
CHOCOLATE: tudo Legal; tudo bem; tudo em cima.
COSME E DAMIÃO: Dupla de policiais.
DEDO-MOLE: um policial matador, atirador, gatilho rápido.
DESOVA: Sumiço; jogar o defunto em local oculto.
ESTOCADA: Golpe com cassetete.
INCHADOR: Pessoa que não cumpre ordens; metido a valente; indisciplinado.
LARANJA: Indivíduo utilizado no lugar de outrem em ato ilícito.
MACACO PRETO: gíria racista paraTelefone.
MALA: Pessoa Esperta; malandra; jacaré.
MARIA BATALHÃO: Gíria machista para Mulheres que tem preferência por militares; que supostamente transam com todos do quartel.
PAU-DE-ARARA: Tortura na qual amarra-se o indivíduo pelos pés e mãos, cruzando um pau que possibilita deixar o indivíduo dependurado.
QUEIMA DE ARQUIVO: Eliminação de testemunhas ou provas que comprometam interesses de outrem.
TELEFONE: Tortura na qual se dá Tapas simultâneos nos ouvidos.
TOCO: Propina; vantagem ilícita.
Acoplamento: significa Reunião.
Ancorado: significa Parado.
Aparato: refere-sse ao Rádio.
Comer barbante: ficar Esperando.
Copiar: significa Escutar.
e treze: que quer dizer uma pessoa louca.
Novamente, peço calma! Você pode voltar e escutar mais uma vez.
Mas é isso, agora se sentindo mais preparada para enfrentar esse estado fascista e assassino, quero terminar dizendo:
Libertem Rafael Braga!
Liberdade para o povo preto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s